Marketing Multi Nível: Mito ou Realidade?

Marketing Multi Nível: Mito ou Realidade?
Uma fórmula para o sucesso ou para o desgaste
Criação de Sites .:. Furtado Leite Desenvolvimento de Sistemas .:. www.furtadoleite.com.br 


Quem acompanhou o surgimento das primeiras empresas a trazerem o MMN para o Brasil em meados dos anos 80 pode perceber mais claramente como houve uma evolução nítida das práticas e técnicas deste modelo de negócio. É fantástico notar a dinâmica dessas enormes cadeias de venda de produtos e treinamento de pessoas. 

Não vou citar nomes de empresa neste artigo, creio que a grande maioria dos leitores já se depararam com estas propostas e a maioria já foi convidado para conhecer a proposta de algumas delas. Sendo assim, vou me limitar a definir as características presentes na grande maioria das propostas destas novas empresas que vendem a antiga ideia remodelada em embalagens mais atrativas.

 

Tudo o que depende de uma cadeia de consumidores ativos para gerar percentual proporcional de bônus / lucratividade vendendo alguma coisa é um MMN em essência. Difícil encontrar, hoje em dia, no atual modelo de economia, uma forma de gerar lucratividade sem um grande investimento de tempo ou dinheiro, salvo raríssimas excessões, tais como os gênios criadores de novas e revolucionarias práticas consentidas pelo código da legislação vigente.

Dentro desta realidade inegável, vou situar os prós e os contras do modelo de negócio baseado na rede de níveis de consumo. Acredito que é de fundamental importância, quem teve suas experiências e inteirou-se das propostas atuais, expor sua posição para que favoreça o julgamento de muitos marinheiros de primeira viagem, cheios de vontade de apostarem sua juventude e o tempo que lhes resta.

Entenda que tudo se resume em venda de produto ou serviço. Não há como fugir disso. A diferença é a forma como isso é feito, a forma com que as empresas que optaram por trabalhar com o MMN decidiram pagar bônus em vez de assumir vínculos trabalhistas ou empregatícios. É mesmo uma tendência que está se estabelecendo. Isso é maravilhoso para o Empresário. É como um serviço de free-lancer. O Associado só ganha enquanto está produzindo e não gera passivo algum para a empresa.  

Quero deixar claro que este artigo retrata minha opinião pessoal, baseada em minhas experiências em conversas com amigos e familiares que participaram e que ainda participam de MMN, atuantes ou não.

 

Vamos aos prós do negócio:

  • Se você está no início da jornada e ainda não investiu seu tempo e dinheiro para ser um profissional preparado para exercer alguma profissão remunerada, vender uma ideia, um pacote de serviços ou um produto é algo que a maioria das pessoas é capaz de fazer sem necessitar de qualquer formação superior. Basta ser extrovertido, carismático, dedicado… Você já será um vendedor e poderá vender MMN. Vai ter condições de vender a ideia de que é possível consumir e ainda lucrar com o MMN.
  • Não precisa de quase nada de investimento. A não ser que você queira contabilizar que seu tempo poderia ser contabilizado com o valor mínimo de mercado baseado no salário base atua. Afinal, você poderia estar fazendo outra coisa que lhe rendesse alguma coisa também.
  • Não precisa ser muito inteligente. Não se trata de nada muito difícil de entender. Tudo é muito simples até. O grande aprendizado virá com o tempo e com os relacionamentos com as pessoas que você conhecerá neste negócio.
  • Como qualquer vendedor, você irá conhecer muita gente, diretamente ou indiretamente, terá de se relacionar o melhor possível. Isso é bom. Poderá construir boas amizades.
  • Pode assumir um papel mais ativo de vendas, tomando a frente das apresentações e convites ou pode repassar sua carteira de amigos e familiares (conhecidos) para alguém treinado desempenhar pra você.
  • De certa forma, você será seu patrão. Quase sempre poderá decidir quando atuar, quando empenhar-se ou quando cumprir suas funcionalidades. Seu nível de comprometimento, quem dita é você. 
  • Você pode escolher quando tirar férias, dar um tempo, viajar, vai depender mesmo do seu estado de saúde e de suas finanças…
  • Seus resultados tenderão a ser exponenciais. Para melhor ou para pior. Vejo isso como algo mais positivo que negativo, visto que a maioria das profissões é muito complicado de se mensurar ganhos ou perdas, quanto mais exponenciais.

 

Vamos aos contras? 

  • A empresa nunca vai assumir os seus custos operacionais. Isso está embutido em seus rendimentos e bonificações. Independente do seu nível de resultados.
  • Sempre terá de comparecer nas reuniões de treinamento e ajudar a custeá-las direta ou indiretamente. 
  • Se quiser resultados terá de vestir a camisa. Terá de se tornar um sinônimo do negócio para quem te conhecer. Quando alguém lembrar de você, também lembrará do seu negócio por tabela.
  • Como qualquer início de negócio, terá de investir bastante tempo e um certo capital (pouco, porém, constante) para tornar o negócio viável, até que se consiga o mínimo resultado previsto.
  • Você se tornará obrigatoriamente um consumidor. Afinal, o negócio exige e você dificilmente convenceria alguém se não consumisse sua ideia de negócio perfeito.
  • Vai precisar de um bom discernimento de momento certo para desempenhar seu papel de vendedor, pois, a tendência será de oferecer o seu MMN para qualquer ser vivente. Acabará ensaiando até com o próprio espelho para ganhar mais prática.
  • Perderá rapidamente todo o trabalho de vendas realizado e seus ganhos e bonificações regulares, se decidir se ausentar e não acompanhar de perto a constância dos pagamentos dos seus afiliados, ou do desempenho deles. Afinal, seu sucesso, dependerá muito mesmo da forma como procederão.
  • Terá de preocupar-se continuamente em apresentar a proposta para novas pessoas. Todo o sucesso depende da aceitação contínua desta equipe de consumidores que você está trazendo para o negócio.
  • Pode ser que você fique estigmatizado pela venda desta ideia. Se esta ideia é vender café, seguro ou produtos naturais, as pessoas podem lembrar de você quando pensarem nestes produtos. Quem se importa com isso? : ) Alguém vai vender absorventes? 
  • Terá de investir certo capital em material de apresentação do seu plano de negócio MMN e, muitas vezes, vai ter de bancar convites para eventos para os seus possíveis patrocinados ou seus membros da sua equipe em constante formação.
  • Como a ideia do MMN precisa aparecer sempre mais atrativa e suas técnicas de venda precisam ser atualizadas com novidades cada vez mais interessantes, terá de gastar um bom tempo acompanhando de perto as apresentações dos seus patrocinadores e suas equipes. Terá de estar sempre muito próximo deles para captar as novas oportunidades e saber das táticas de venda mais efetivas.
  • Terá de manter um desempenho mínimo mensal para não perder sua posição ou suas bonificações. Isso será um compromisso para você. Sempre terá de estar de olho em seu desempenho. Não colocou alguém, não ganha e pode perder o que já tem se alguém resolver deixar de pagar.
  • Terá de ser um super homem ou uma super mulher se pensa em desempenhar outra profissão paralelamente. Pode ser que você consiga uma sinergia. Mas, particularmente, acredito que as pessoas costumam fugir de vendedores. É como uma loja, você só quer falar com o vendedor quando quer comprar algo ou está com dúvidas. Agora, despertar a necessidade de comprar em alguém é um dom que também pode afastar as pessoas de seu convívio e até transformar o elo de suas relações.
  • Como o tempo, o MMN lhe transformará num super vendedor, capaz de convencer até o capeta em pedir perdão a Deus. Este será o seu legado.
  • Também terá de conviver com a lembrança de inúmeras pessoas que terão suas más experiências com seu negócio e acabarão perdendo algum tempo e dinherio. Isso será uma constante… entre 100 almas penadas, 5 afortunados que se deram bem. As estatísticas são furadas, é claro, mas é evidente que conviver com negativas ou dificuldades diárias não é pra qualquer um.
  • Você sempre será um patrocinador e um patrocinado. Passará a fazer parte de uma equipe. Isso pode ser algo positivo ou não, conforme seja sua personalidade para tratar de negócios quando certas decisões dependem do grupo. 
  • Você não tem capital em risco (além do tempo e dos custos para a apresentação do MMN, o que você tem de mais preciosos que está sempre em jogo é a sua reputação. Quando você é bem sucedido, toda a sua equipe te prestigia, quando não, a tendência é que todos fiquem um pouco mais desamparados. Afinal, foi você que os trouxe para onde estão. Será sempre meio responsável pelo sucesso deles também.

Sabe, existem situações onde o MMN é até muito bem-vindo. Quer ver? Suponha que você trabalha com informática, conserta computadores, vende alguns equipamentos, faz sites, sistemas web e tem muita dificuldade em oferecer os seus serviços a novos clientes… “Voilà”, você tem uma oportunidade de fazer sua propaganda, tornar-se conhecido neste novo grupo. Pode ser um preço alto a se pagar, ou não, pelos novos relacionamentos que você herdar. Cabe decidir se está surtindo o efeito desejado.

Você também pode ter um trabalho principal que seja de grande contato com o público, algo como um agente imobiliário ou vendedor de carros. Isso pode facilitar as oportunidades de oferecimento do MMN.

Agora uma dica. Muito cuidado quando for oferecer MMN aos amigos e parentes. Esse é um negócio que depende muito do esforço e habilidade de venda de cada um. Procure não ser impositivo ou prometer resultados certos. Procure nunca desapontar quem mais você quer bem. Deixe que eles optem ou não em assumir sua ideia. Lembre-se que você é uma criança, cercado de exímios vendedores, num mundo completamente novo.

Bem vindo ao MMN. Tudo depende do seu poder de convencimento. Mas, nunca deixe de existir como pessoa. Cuide para não virar um “outdoor” ambulante. As coisas mais importantes nesta vida não dependem de compra ou venda.    

Para finalizar esse artigo, quero dizer que estou desenvolvendo meu próprio MMN… : ) Pensando bem, melhor não usar esse nome “MMN”, mesmo tendo certas características semelhantes. Todo mundo já pensa em pirâmide… Quão pejorativo tornou-se esta sigla! : )

Vou dar uma dica. Pra um negócio funcionar:

  1. Não deve obrigar o cliente ou parceiro a consumir. Ele deve consumir apenas quando realmente precisar
  2. Deve garantir vantagens e ganhos vitalícios sobre o negócio, mesmo que deixe de participar ativamente
  3. Deve facilitar a vida das pessoas de forma sensível e efetiva.
  4. Deve reduzir seus custos fixos
  5. Deve conservar e promover suas relações sociais
  6. Deve proporcionar momentos de diversão e descontração
  7. Deve bonificar e presentear seu empenho extra
  8. Deve garantir uma possível fonte de renda, caso assim o queira
  9. Deve tornar-se um mecanismo de deflação para a sociedade
  10. Deve garantir e conservar a liberdade de todos os que participarem do negócio
  11. Em suma, tudo deve acabar mais simples e “só mais barato”

Espero que este artigo tenha atingido seu objetivo de esclarecer certas dúvidas e causar boas reflexões sobre o tema. 


 

Comente

Criação de Sites, Apps, Campanhas Digitais, Logotipia, Hospedagem de Sites, Gestão de Redes Sociais, Consultoria em TI, Otimização SEO para Buscadores.

Rua São Vicente de Paula, 635 - Agronômica - Florianópolis - SC CEP 88.025-330
Com.: (48) 3209.3052 | Sup.: (48) 99925.6565 | Vendas: (48) 98807.6362
Seg.-Sex.: das 8h às 18h

Nenhum produto no carrinho.

X