Quanto custa um site?

Quanto custa um site?

Cuidados na hora da contratação

Quanto custa um site?


Esta é a pergunta de ouro. Um WebSite, assim como um computador, deve resolver um conjunto de funcionalidades. Um Site com mais funcionalidades costuma ser mais complexo e, por consequência, exige um maior custo para o seu desenvolvimento.

.:.

Então vamos definir uma escala a fim de ajudar aos menos informados a entender o nível de complexidade envolvido nos principais tipos de projeto de website:

  • HotSites OnePage (uma página) com funcionalidades básicas 
  • Sites Históricos Institucionais com requisitos dinâmicos (até 5 páginas)
  • Sites Institucionais com Portfolio de Produtos
  • Sites Institucionais com acesso a base de dados unificados ou distribuídos
  • Sites Institucionais com Portfolio de Produtos e ferramenta para pagamento
  • Sites Institucionais com Loja Vistual simples ( até 200 produtos)
  • Sites Institucionais com Loja Vistual complexa ( acima de 200 produtos) com ou sem integração bancária
  • Sites Institucionais com base de dados unificados integrada para acesso simultâneo / assíncrono com dispositivos móveis
  • Sites Empresariais de alta performance com base de dados distribuída com atualização contínua de dados e acesso simultâneo através de vários dispositivos móveis

.:.

A lista acima contempla tipos de sites com funcionalidades das mais simples às mais complexas. O valor deles também tende a se elevar conforme suas capacidades em facilitar ou resolver as solicitações dos internautas.

.:.
Competência e Responsabilidade

Se você pensa em trabalhar com pessoas competentes e com responsabilidade quanto ao produto final desenvolvido os valores podem variar entre:

.:.

 confiança-não-tem-preço

.:.
Escala de variação média dos valores para o desenvolvimento de websites profissionais
.
R$ 1.350,00 a R$ 350.000,00
.:.

Sempre haverá um tio ou primo capaz de fazer melhor e mais barato, porém, a experiência força lembrar que “o barato sai caro”.

Cuidado!

Mesmo que o seu site saia aparentemente maravilhoso ainda haverá questões importantíssimas a serem observadas:

  • O desenvolvedor definiu em projeto os prazos de entrega, prazos para verificações… treinamento na ferramenta?
  • Será que o sistema foi desenvolvido usando temas, plugins, componentes e gerenciador gratuito ou devidamente autorizados para seu uso?
  • Será que o desenvolvedor se preocupou com a performance de acesso do conteúdo publicado no site?
  • Será que o desenvolvedor lembrou de agregar seus demais ambientes digitais – redes sociais para a melhor integração das informações?
  • Será que os cuidados com a segurança contra vírus – malwares e invasões hacker foram devidamente tomadas?
  • Será que a instalação / configuração do gerenciador cms, componentes e plugins foram feitos de forma a não gerarem erros futuros?
  • Será que a análise das palavras chave quanto às questões e técnicas de posicionamento foram definidas e observadas?
  • Será que o desenvolvedor configurou o sistema de forma correta em seu servidor ou servidor contratado?
  • Seu desenvolvedor contratou um servidor de qualidade para a hospedagem do seu website?

.:.

Existem outros detalhes importantes que exigem muita confiança na pessoa ou empresa contratada:

  • Seu desenvolvedor registrou o domínio escolhido em seu nome?
  • Seu desenvolvedor lhe encaminhou um contrato de desenvolvimento ou de suporte, hospedagem e manutenção contínua para a sua maior segurança?
  • Seu desenvolvedor possui um suporte adequado às suas necessidades? Quem se responsabilizará caso o seu site, por algum motivo, fique inacessível?
  • Seu desenvolvedor lhe repassou os acesso do servidor de hospedagem e login administrativo do seu novo site?
  • Seu desenvolvedor tem local para atendimento fixo ou condição estável capaz de ser encontrado a qualquer momento?
  • Você possui confiança suficiente para partilhar os dados das suas empresa com ele a sua equipe?

.:.

Estas são algumas questões que ficam pouco visíveis durante a negociação dos valores na hora da apresentação de um projeto.

Quando contratar o serviço de algum profissional ou empresa não deixe de verificar a qualidade dos projetos publicados em seu portfolio. Procure falar com os seus clientes para ter uma ideia correta do nível de satisfação e qualidade que este profissional ou empresa é capaz de atingir.

Procure saber também se a tecnologia que o seu desenvolvedor está usando para desenvolver o website está bem atualizada e confere a possibilidade de administrar o site por sua própria conta. Isso pode ser vital para a redução dos custos com sua estrutura web. 

.:.
O Site, na real, é de quem?

É bom lembrar que um site é realmente seu… quando:

  1. O domínio estiver registrado em seu nome e você tiver o acesso administrativo do mesmo
  2. Quando tem acesso administrativo do servidor onde o site está fisicamente instalado
  3. Quando você possui todas as senhas de acesso administrativo para a gerência do sistema do website.

.:.
Atenção: detalhes importantes

DICA: Profissionais e empresas de qualidade nunca solicitam pagamento total adiantado. É mais comum o valor do desenvolvimento ser parcelado conforme o cumprimento das etapas do projeto. Normalmente 50% do valor é cobrado na aprovação do projeto e assinatura do contrato e o restante na publicação do sistema completo, com todas as suas funcionalidades testadas e aprovadas.

Espero que este artigo livre muita gente de cair nas mãos de “maus profissionais” e aprendizes desqualificados. Afinal, as implicações são muitas. Além de você perder o dinheiro investido e não receber o site, poderá ter problemas para:

  • recuperar o domínio registrado
  • recuperar as informações publicadas
  • implicar-se com a justiça ou alguma empresa por ter utilizado componentes proprietários
  • implicar-se juridicamente com sites contaminados por vírus
  • perder tempo, vendas e posicionamento nos mecanismos de pesquisa
  • Perder a reputação por produzir um site ineficiente e abaixo da qualidade do seu segmento comercial.

.:.

Então é isso. Quanto custa um site? Custa a qualidade do profissional contratado e o seu grau de atenção. Como diz o ditado: “o mau pagador paga duas vezes”. Antes de se deixar guiar apenas pelo valor dos orçamentos, não esqueça de conferir o padrão de qualidade e competência de quem está contratando.

.:.

botao_inscrição     .:.      Criação de Sites | Furtado Leite | Florianópolis - SC